A publicação do conteúdo online demanda modelos, especialmente se são publicados diversos canais relacionados. Na publicação de canais web, o uso de sistemas de gestão de conteúdo (CMS, content management systems) aplica modelos de páginas que ajudam a garantir a consistência visual e editorial, especialmente se o site ou aplicativo é atualizado por colaboradores sem formação técnica em programação.
A aplicação do layout em sistemas de gestão de conteúdo gera modelos (templates) de páginas que garantem sua a consistência em todo o canal

No exemplo, o conteúdo segue um modelo fixo, em que os subitens se repetem para cada perfil de autor apresentado. O modelo facilita não só a diagramação como também a produção e edição dos textos, redigidos de acordo com os assuntos abordados em cada item (Biografia, Cronologia, Contexto, Crítica, Referências, Links, Obras e “Ver também”).

Os modelos de layout de páginas web ou apps podem apresentar diagramações padronizadas, como calendários ou agendas de eventos, resultados de buscas, página para impressão, template para dispositivos móveis, páginas de erro. No entanto, estes modelos muitas vezes não atendem a necessidades editoriais que precisam ser criadas para cada caso e replicadas. → Exemplo

Aplicações diferenciadas de elementos de layout incluem tabelas, formulários, organogramas, galerias de imagens, visitas virtuais, linhas do tempo, cronologias, bibliografias, listas de itens, malas diretas. Estes casos devem ser criados de acordo com as necessidades editoriais de cada site.

Com ou sem uso de sistemas, a produção do layout inclui processos como o desenho de ícones, setas, marcadores, sinalizadores, bem como de elementos para a sinalização de itens. → Exemplo

É necessário também verificar se a definição das cores dos links (rollover, ativo, visitado, não-visitado, links dentro dos textos, links nas barras de navegação, em outras áreas) funciona para a publicação de conteúdo diferenciado. → Exemplo

O layout precisa também ser avaliado em relação à consistência entre páginas dentro da mesma camada e em camadas diferentes (sentido de localização do usuário e consistência geral do layout).

É necessário produzir e programar cada arquivo em Flash, de acordo com especificações de tamanho, cor, navegação, ação do usuário, normas de acessibilidade. → Exemplo

Em muitos sites é importante também testar a publicação de anúncios e sua relação com os outros elementos do layout, estabelecer formatos fixos, e em alguns casos criar modelos visuais para banners. → Exemplo

Quando a maioria dos elementos já estiver populando as páginas principais, pode ser importante reavaliar o layout em diferentes browsers, dispositivos e resoluções, com diferente tipo de conteúdo (supondo que este processo já tenha sido realizado durante o desenvolvimento técnico). E, caso haja dúvidas sobre o tratamento editorial do conteúdo, realizar testes de usabilidade e acessibilidade com usuários representativos do público-alvo.

(Atualizado em 27.4.2008)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *