O preparo de imagens e de conteúdo audiovisual (vídeo e áudio) para publicação online leva em conta aspectos específicos da experiência de uso de computadores e dispositivos móveis. Listamos abaixo alguns processos a considerar, de acordo com a natureza do projeto:

Definir o tamanho máximo e mínimo das imagens dentro do texto e nas outras áreas da página. Sites de noticiários têm regras bem claras sobre o tamanho das imagens publicadas, não só para manter a consistência do layout mas também para facilitar os processos de tratamento e edição nas diversas seções e editorias.

Exemplo: Se houver necessidade de uma foto ser publicada em formato grande para ilustrar um texto pode-se inserir apenas uma foto próxima ou no corpo do texto, para não aumentar muito o tempo de carregação da página. Ou então publicar a imagem em formato pequeno com o recursos de ampliá-la via script.

Definir o número máximo de imagens por página nas áreas de texto e nas demais áreas editoriais. Os anúncios são considerados imagens também, na medida que interferem no layout das telas, na recepção do conteúdo, no tempo de carregação no navegador. Muitos sites mantêm políticas de tamanho máximo (em KB) de anúncios, para preservar um tempo de download das páginas não muito longo.

Definir a localização das imagens dentro e fora das áreas de texto e as variações possíveis da composição (à esquerda, à direita, abaixo de título, entretítulo), com a verificação das necessidades de alinhamentos com outros elementos como barras de navegação.

Verificar a necessidade de colocar fio em volta das fotos, com a definição da cor do fio e sua relação com o resto do layout.

Verificar a necessidade de legendar e inserir créditos em todos as imagens. Em caso positivo, especificar a tipologia, o estilo, a cor e a localização da legenda e do crédito.

Estabelecer critérios para a nomenclatura dos arquivos, para facilitar a indexação pelas ferramentas de busca interna e externas.

Convencionar o uso de formatos compatíveis com a maioria dos browsers, com direitos de publicação liberados, para evitar processos e reivindicações de direitos de uso e autoria.

Verificar os direitos de publicação de todas as imagens, de modo a não incorrer em quebra de direitos.

(Atualizado em 29.12.2011)

 

Referências

Alguns órgãos de governo no Brasil estabelecem regras para a criação, armazenamento e publicação de documentos, como o governo do Estado do Paraná – Lei Estadual nº 15.472, de 18/12/2007 – DOE de 18/12/2007 (sugestão de André Luiz P. Domarques de Menezes, da http://www.dmd2.com.br)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *