Localizado no alto da janela do browser, o título da página identifica o assunto da página. É o texto registrado por default nos favoritos dos browsers, é um lembrete útil sobre o conteúdo da página para os usuários dos programas e é considerado pelas ferramentas de busca para identificar os endereços nas páginas de resultados.
É uma informação que merece atenção especial, pois algumas ferramentas de busca mostram o título da página na lista de resultados, associada à sua URL. Para ajudar a indexação dos sites de busca e o rastreamento da navegação pelo usuário, cada página deve ter um título específico, que explique o conteúdo da página e faça sentido fora do contexto do site. Se o usuário lê o título no resultado de uma ferramenta de busca, deve poder entendê-lo para que possa selecioná-lo. Repetindo: cada página de um site deve ter um título diferente, para identificar seu conteúdo e sua especificidade. Muitos sistemas de gerenciamento de conteúdo dificultam a diferenciação dos títulos, e consequentemente a identificação do assunto das páginas, na medida em que uniformizam os títulos do site todo, às vezes inserindo apenas o nome da organização que o publica. É importante deixar claro, para as pessoas/ empresas que adaptam o sistema de gerenciamento de conteúdo para as condições específicas da organização, a necessidade dos títulos das páginas correspoderem ao título do conteúdo. Isto não é normalmente um problema técnico muito difícil de resolver, e depende mais das orientações editoriais do que dos recursos do programa. A incidência de títulos uniformes acontece também com frequência porque os próprios projetistas não prestam muita atenção neles. Mas a diferenciação dos títulos de cada página, identificando com objetividade o conteúdo de cada página, traz grandes vantagens não só para a organização que publica o site como para os seus leitores. Os títulos ou cabeçalhos das páginas devem corresponder exatamente aos termos utilizados nos links que apontam para essas páginas.