Segundo a ABNT, qualidade é a conformidade com a especificação ou seja, com os requisitos declarados pelo cliente, com outros requisitos não declarados, inerentes ao produto. O produto ou serviço de qualidade é aquele que atende aos seus requisitos e continua se mantendo assim pelo tempo que for previsto.

Tomando esta definição como base, podemos definir a qualidade de um projeto como o conjunto de requisitos necessários (especificação) para que tanto seu desenvolvimento quanto o produto final atendam às necessidades dos patrocinadores, dos projetistas e dos usuários (clientes). O atendimento dessas necessidades está diretamente relacionado ao valor que esses stakeholders atribuem ao produto. Sua gestão é integrada a cada etapa ou iteração do projeto.

O planejamento da qualidade inclui um conjunto de ações que fazem com que o projeto e seu resultado atendam aos requisitos necessários ao cumprimento dos seus objetivos. Não é uma tarefa simples. Segundo o National Institute of Standards and Technology (NIST), 80% dos custos de desenvolvimento de aplicativos se destinam à identificação e à correção de erros.

No entanto, um projeto realizado com alto padrão de qualidade gera credibilidade pelos diversos tipos de cliente, bem como exige menos retrabalho e recursos adicionais. A implementação é relativamente barata em relação aos seus benefícios.

Como processo de inteligência, o planejamento da qualidade é menos relacionado ao controle e punição de resultados insatisfatórios do que a um trabalho crítico sobre a prática de projeto e de obtenção de resultados satisfatórios. Leva ao acerto dos processos e do produto de acordo com as expectativas e objetivos e processos.

Os requisitos de qualidade do planejamento variam de acordo com os critérios de cada um dos stakeholders.

Para o investidor que financia o projeto, referem-se principalmente ao potencial do produto de prover retorno sobre o investimento financeiro, bem como à manutenção de baixos custos de projeto e do produto pronto (segundo The Standish Group, 54% dos projetos têm os orçamentos estourados).

Para a equipe de projeto, referem-se ao uso de tecnologias e funcionalidades, à validação do código de acordo com padrões, ao resultado dos testes de usuários, à assertividade das funcionalidades, aos números das estatísticas de uso, às oportunidades de aprendizado, realização profissional e de realizar um trabalho criativo.

Para o cliente final, as características do produto, como por exemplo o modelo editorial, o conteúdo, o layout das interfaces, a experiência de uso são requisitos importantes, bem como a segurança das transações e a facilidade de encontrar informações.

A cada etapa ou iteração do projeto, a equipe define os requisitos da qualidade de cada stakeholder examinando o cenário de desenvolvimento e o produto final a ser publicado. A partir daí, gera um conjunto de expectativas e aspirações a alcançar.

Em um projeto de mídia digital, a gestão de qualidade

Permite acompanhar a aderência do veículo às necessidades dos clientes, por sua funcionalidade e eficiência, facilidade de realizar tarefas e de localizar informações, atendimento rápido e efetivo, conteúdo adequado. Aumenta as garantias de aceitação do produto e a confiança do público.

Estabelece critérios para garantir que o projeto seja realizado de modo satisfatório, facilitando a fundamentação de processos de decisão, o treinamento das equipes, o comprometimento dos patrocinadores, a comunicação interna, a estimativa de recursos, a política de aquisições e contratações adequada, o aperfeiçoamento da cultura interna para o atendimento das necessidades do cliente.

Permite o monitoramento dos processos e resultados durante o projeto e depois do lançamento do produto (testes com usuários, com verificação da adequação dos cenários e personas, verificação de links, verificações se os fluxos de dados e de percursos dos usuários estão fluindo como esperado, detecção e correção de falhas pelos clientes, correção de erros de projeto, tratamento dos contatos e das reclamações).

Permite o acompanhamento da aderência do produto aos seus objetivos, aos requisitos técnicos e comerciais.

A elaboração do plano de qualidade do projeto é uma atividade gerencial apoiada pela administração, fiel ao conjunto de atividades, métodos, práticas e tecnologias que compõem o projeto. Estabelece métricas tanto sob o ponto de vista do projeto (custos, prazos, funcionalidades) quanto do produto final (satisfação do usuário).

Este planejamento pode ser integrado às políticas de qualidade da organização ou ser realizado de modo independente, quando a gestão do projeto fica a cargo de uma empresa terceirizada.

O gestor e/ou a equipe de gestão devem fazer avaliações periódicas dos critérios de qualidade durante a realização do projeto, especialmente na finalização das etapas mais abrangentes. Os resultados destas avaliações devem ser documentados, para evitar que os erros cometidos não se repitam no futuro e em outros projetos da mesma natureza.

Os critérios de avaliação do produto para consideração depois do lançamento devem começar a ser estabelecidos nesta etapa e se manter em aperfeiçoamento ao longo do projeto e durante a vida útil do produto.

(Atualizado em 26.1.2017)

 

Referências

Aspects of design quality (Alextbox, acesso em 23.11.2008)

W3C Quality interest group (W3C, acesso em 16.4.2006)