Conteúdo cross-channel: visão pragmática

A edição de conteúdo online para a realização de tarefas simples não se resume a dimensionar mecanicamente os tamanhos dos textos e imagens para a web, aplicativos e sites móveis: o conteúdo precisa levar em conta os contextos de acesso de cada canal. (21.7.2013)

Conteúdo cross-channel: perspectivas

A produção de conteúdo entre canais contempla o modo como as informações são preparadas para uso (formatos, layouts, programas, dispositivos) em cada contexto e como se relacionam entre si. (7.7.2013)

Projeto de mídia digital: início

Cinco aspectos a examinar antes de começar um projeto de mídia digital, de modo a estabelecer consenso entre as partes envolvidas e a evitar problemas que inviabilizem a realização. (7.7.2013)

Interface como obra de arte

Universo informacional e suas unidades O uso de mídias digitais, como o de objetos físicos, está condicionado a atributos ideológicos que subtraem da ação, do gesto, a sua naturalidade. A inserção do usuário como criador das interfaces digitais através do uso procura estabelecer uma camada em que este se percebe usando, em que as ações não ficam escondidas por funcionalidades aparentemente neutras. A dobra da linguagem da interface sobre si mesma abre possibilidades de resgate do uso como potência humana. (22.7.2012)

SEO para dispositivos móveis

Web sites desenvolvidos para dispositivos móveis podem ser apresentados de quatro formas: aplicativos (apps); sites com design responsivo (HTML igual ao da versão desktop e CSS diferente); sites com HTML e CSS diferentes da versão desktop; sites móveis com URL diferente. As ações de SEO se assemelham às da web, mas guardam algumas especificidades. (8.7.2012)

Avellar e Duarte no Twitter Avellar e Duarte no Facebook Feeds da Avellar e Duarte Avellar e Duarte no Delicious