Para realizar projetos com base nas características do público, projetistas e gestores de mídias digitais precisam conhecer tendências e contextos genéricos de acesso através de dados estatísticos. Informações sobre o uso da Internet no Brasil publicados em noticiários e órgãos especializados, ajudam esta tarefa.

As fontes estão citadas no final das notas, com links para os textos integrais. Para ver os dados de 2007 até hoje, consulte as outras páginas desta seção pela barra de navegação à esquerda. Não publicamos estatísticas de previsões.

Uso da internet

Em dezembro de 2010, haviam 43, 3 milhões de usuários de internet ativos no Brasil, 0,6% a menos que em novembro e 18% a mais que em dezembro de 2009. O total de pessoas acima de 16 anos com acesso à internet em qualquer lugar (residências, trabalho, escolas, lan houses, bibliotecas e telecentros) chegou a 73,7 milhões no segundo trimestre do ano. Sites de comércio eletrônico foram acessados por 29,7 milhões de pessoas, dos quais 25,4 milhões navegaram em sites de lojas de varejo. (TI Inside, 2.2.2011)

Apenas 35% da população brasileira utiliza os serviços públicos via Internet – sendo que a maior parte já o fez apenas uma ou duas vezes. Os entrevistados reclamaram da dificuldade de encontrar serviços – 29% disseram que os serviços mais desejados são díficeis de ser encontrados. 28% reclamaram de não ter retorno às solicitações, e 21% de não receber confirmação de recepção de pedido pelos órgãos responsáveis. Talvez por isto 60% prefiram o contato presencial.
A preocupação com a segurança dos dados é uma barreira para o uso do e-gov: 39% dos entrevistados temem pelas suas informações. Entre os não-usuários, 48% preferem o atendimento presencial e 48% assumem a falta de habilidade no uso do computador. No entanto, 56% dos entrevistados disseram que escolheriam a Internet para acessar serviços públicos e outros 60% se declararam propensos a indicar o serviço na web para suas redes de contato.
79% das empresas usam serviços do governo eletrônico, sendo que 88% destas tanto para busca de informações quanto para realizar transações. (10, pesquisa TIC Governo Eletrônico, conduzida pelo Centro de Estudos sobre as Tecnologias da Informação e da Comunicação (CETIC.br))

O número de usuários ativos de Internet no Brasil em relação a outubro de 2009 cresceu 13,2%, chegando a 41,7 milhões de pessoas. Em relação a setembro, houve aumento de 2,8% no número de usuários ativos. O total de pessoas que possuíam acesso à Internet em residências e ambiente de trabalho chegou a 51,8 milhões, sendo o setor que apresentou maior aumento o automotivo, 9,8% a mais que no mês anterior. (9, pesquisa Ibope Nielsen Online)

Com quase 40 milhões de usuários ativos em casa e no trabalho, cresceu 20% de junho de 2009 a junho de 2010 o número de usuários da internet no Brasil. Como era de se esperar devido à Copa do Mundo, o interesse pelos sites de esportes aumentou muito. (8, pesquisa Ibope Nielsen Online, não mais disponível)

Em junho de 2010, o Brasil tinha 72 milhões de usuários da internet, ocupando o quinto lugar no mundo. China (420 milhões), EUA (234,4 milhões), Japão (99,1 milhões) e Índia (81 milhões), ocupavam os primeiros lugares de um total de 1,8 bilhão no mundo, pouco mais de um sexto da população. Destes, 1,6 bilhão de usuários estavam concentrados nos dez países com o maior número de usuários.
Os países com maior percentual da população que acessa a internet eram Reino Unido (82,5%), Coreia do Sul (81,8%), Alemanha (79,1%), Japão (78,2%) e EUA (76,3%). No Brasil dos 198,7 milhões de habitantes quase um terço dos brasileiros acessava a rede. (7, levantamento feito pelo site Royal Pingdom)

O número de usuários ativos na internet (residência e trabalho) em maio de 2010 chegou a 37,3 milhões no Brasil, crescimento de 1,8% em relação a abril. No quarto trimestre de 2009, o número de usuários em qualquer ambiente (residências, trabalho, escolas, lan-houses, bibliotecas e telecentros) por usuáriosde 16 anos ou mais de idade, chegou a 67,5 milhões de pessoas. (5, pesquisa Ibope Nielsen Online)

Dos cerca de 42 milhões de jovens de até 30 anos que compõem a Geração Y no Brasil, 74% possuem acesso à internet. Desses, 81% ficam online até 3 horas por dia e 41% usam a web diariamente. 73% possuem telefone celular. (4)

O número de usuários ativos (doméstico ou do trabalho) da Internet no Brasil em janeiro de 2010 chegou a 36,8 milhões, 0,8% a mais que em dezembro de 2009, segundo o Ibope Nielsen Online. A pesquisa mostra também que os brasileiros estão ficando menos tempo conectados, 65 horas e 23 minutos (-1,8%). Mas considerando-se a quantidade de brasileiros com acesso nos ambientes doméstico e corporativo e que tenham navegado ou não, a base de internautas sobe para 46,8 milhões. O acesso a partir de ambientes públicos, como bibliotecas, LAN houses e telecentros, faz com que o número de usuários com possibilidade de acesso passe a 66,3 milhões. (2)

A Associação Comercial de São Paulo (ACSP) promoveu um debate sobre Mídia Digital em março de 2010 em que especialistas discutiram novas tendências e o futuro dos meios eletrônicos para as empresas. A superintendente de Marketing da ACSP, Sandra Turchi afirmou: “No ano de 2009, 70 milhões de brasileiros estavam online. Para 2010, a projeção é de 100 milhões – ou seja, metade da população brasileira”.
O diretor executivo da Drimio, Salomão Casas Neto, informa que “Hoje em dia, os comportamentos do usuário de internet e, consequentemente, das redes 2.0, não são mais polarizados conforme as classes sociais: 51% dos internautas brasileiros são das classes C, D e E e 48% das classes A e B”. (1)

Conteúdo mais procurado

Pesquisa do Ibope Nielsen Online sobre o conteúdo de destaque da Internet no Brasil mostra que os sites na categoria Automotiva foram acessados por 8,4 milhões de internautas em janeiro, 9,3% a mais que dezembro. Sites de Viagens e Turismo tiveram crescimento menor na comparação ao último mês de 2009 (3,9%), mas atingiram um público quase duas vezes maior que sites automotivos, com 16,8 milhões de usuários. As informações também refletem acontecimentos sazonais, com destaques para sites de Eventos, como compra de ingressos para o Carnaval ou o site da Campus Party Brasil nos dias 25 e 31 de janeiro de 2010. (2)

Mobilidade online nas empresas

As corporações brasileiras ainda têm receios em relação à segurança, ao custo de aquisição e à manutenção das aplicações móveis, segundo da E-Consulting. A mobilidade corporativa está relacionada ao acesso livre em processos, informações e sistemas independentes. O dispositivo mais usado é o notebook, com 33%. Os celulares tradicionais respondem por 26%. Os PDAs ficam em terceiro, com 20%. Os smartphones, apesar da crescente demanda, ficam na quarta posição com 13%. (3)

Uso de redes sociais

87% dos usuários brasileiros da internet acessavam redes sociais em abril de 2010, e 20% pretendiam entrar no mundo das redes sociais em futuro próximo. O país estava em décimo lugar entre os usuários destes sites. A Índia liderava o ranking (100% dos internautas indianos visitavam redes sociais), seguida por Sérvia, Coréia do Sul, Rússia, Espanha, China, Turquia, Romênia e Itália. Os motivos alegados para os acessos eram principalmente pessoais (83%), mas parcela significativa, 33%, acessava estas redes para uso profissional. As principais atividades desenvolvidas nas redes sociais foram ver mensagens/navegar (98%), conversar (76%) e atualizar o próprio perfil (76%). As razões profissionais levaram os homens a acessar mais do que as mulheres, embora não houvesse diferenças entre sexos no acesso às redes sociais por razões pessoais. (Pesquisa do IBOPE Inteligência em parceria com a Worldwide Independent Network of Market Research, 6)

Acessibilidade e padrões web

O Censo da Web realizado pelo Comitê Gestor da Internet revelou que apenas 2% dos sites pesquisados sob o domínio .gov.br – 18.796 – apresentavam algum tipo de conformidade. O levantamento apurou também que das 6,3 milhões de páginas HTML coletadas, cerca de 91% apresentavam mais de uma incorreção de aderência aos padrões HTML do W3C e/ou as regras do e-MAG. Apenas 5% das páginas estavam alinhadas ao padrão. Sobre o tempo de resposta dos servidores web: 32% respondem entre 11 a 50 milissegundos; 18% de 51 a 100 ms; 17% de 101 a 200 ms e 25% acima de 200 ms. Apenas 9% respondem até 10 ms. Segundo dados do Registro.br, o mês de julho contabilizou 2,17 milhões de nomes de domínios registrados sob a terminação .br.

Publicidade na web

96% dos brasileiros que acessam a internet assistem a vídeos no YouTube ou em sites de notícias e entretenimento – 13 dos 23 vídeos mais vistos no serviço do Google são em português. No país, os sites de vídeo recebem 310 milhões de visitas por mês, com mais de 3 bilhões de minutos em tempo dedicado. Enquanto os jovens preferem videoclipes e entretenimento, os mais velhos (acima de 35) assistem mais a noticiários. Os homens preferem vídeos de esportes, e as mulheres, gastronomia.
Na classe A, mais internautas acessam a web (96%) do que assistem à TV (87%). A comodidade e a liberdade de ver o conteúdo a qualquer hora foi a razão alegada por 56% dos entrevistados para assistir a vídeos online. Um terço deu como razão o fato de aquele conteúdo só estar disponível na web, e 18% por falta de vontade de procurar na TV.
Entre os jovens, mais gente assiste à séries de TV na web (31%) do que na TV (27%). Depois de ver o vídeo, 44% assistiram a mais conteúdo relacionado, enquanto 37% leram comentários e 34% recomendaram.
Embora 50% não tenham prestado atenção ao anúncio exibido antes ou depois do vídeo, 44% disse que não se importa de ver publicidade, desde que o conteúdo que permaneça gratuito. E a reação aos anúncios pode ser considerada positiva – embora 60% não tenham feito nada, 34% acessaram o site da marca ou clicaram na propaganda. ( IDF Now, pesquisa realizada pelas empresas Havas Digital, Qualibest e Globosat, com quase 1 300 internautas e divulgado no Digital Age 2, não mais disponível)

Fontes consultadas

10) Número de usuários ativos de web no Brasil salta 18% (TI Inside, acesso em 2.2.2011)

9) No Brasil, 51,8 milhões têm acesso à Internet (Convergência Digital, acesso em 5.12.2010)

8) Número de internautas cresce 20% no país em um ano(IDGNow, acesso em 31.7.2010, não mais disponível)

7) Brasil é 5º país com maior número de internautas, diz pesquisa (UOL Tecnologia, acesso em 28.7.2010)

6) Redes Sociais: No Brasil, 25% dos acessos são profissionais (Convergência Digital, acesso em 4.5.2010)

5) Brasil soma 37,3 milhões de usuários ativos na Internet (Convergência Digital, acesso em 18.6.2010)

4) Geração Y: 74% dos brasileiros acessam a internet (Convergência Digital, acesso em 13.6.2010)

3) Custos e inexperiência da área de TI emperram mobilidade corporativa no Brasil (Convergência Digital, acesso em 22.4.2010)

2) Brasil fechou janeiro com 36,8 milhões de internautas, segundo o Ibope(PCWorld, acesso em 17.3.2010, não mais disponível)

1) Em 2010, metade da população brasileira já trafegará na web, dizem especialistas (Portal VoIP, acesso em 5.3.2010)

Núcleo de Informação e Coordenação (Nic) – Órgão do Comitê Gestor da Internet no Brasil que coleta e dissemina dados e indicadores sobre o uso das Tecnologias de Informação e Comunicação no Brasil

Estatísticas sobre a internet no mundo (2010)

Uso da internet nos países em desenvolvimento cresceu 30% em dez anos, indica relatório da ONU (Uol Notícias Tecnologia, acesso em 21.7.2013)

Veja a Internet em números no ano de 2010 (Info, acesso em 16.1.2011)

Estudo: Jovens compartilham dados pessoais na Web (Convergência Digital, acesso em 15.11.2010)

Social networks getting more of Americans’ time online, de Sam Diaz (CNet News, acesso em 3.8.2010)

Online newspapers attract more than half of internet audience, de Mike Sachoff (WebProNews, acesso em 18.6.2010)

Banda larga avança devagar em todo o mundo (R7 Notícias, acesso em 1.6.2010)

178 Million U.S. internet users watched online video during april (SearchEngineWatch, acesso em 1.6.2010)

Internet é realidade para apenas 25% da população mundial (Convergência Digital, acesso em 25.5.2010)

Newspaper websites see record traffic (WebProNews, acesso em 25.5.2010)

Canadian Internet usage climbs (WebProNews, acesso em 12.5.2010)

US drops to 22nd in broadband speed worldwide (WebSiteOptimization, acesso em 4.5.2010)

Study: Teens prefer texting to talking, de by Lance Whitney (CNetNews, acesso em 21.4.2010)